Vamos aos Fatos (por Leonardo) – comentado

13ago08

Fui intimado convidado a falar sobre a senhorita (?) que cá comanda. E o porquê desse convite?
Será que o fato de convivermos quase maritalmente há mais ou menos uns seis anos é relevante?
Durante a quinta série, em meio a pessoas que não eram err, digamos, exemplos de educação e inteligência, aquela menininha mimada e um tanto quanto presunçosa não me chamava atenção.

Nem presunçosa, nem mimada. ok?

Pouco tempo depois, brigávamos feito Tom e Jerry.
Pouco tempo depois, descubro que ela mora oito casas abaixo da minha, na mesma rua.
Pouco tempo depois, conversávamos diplomaticamente.
Algum tempo depois, éramos bons amigos até que me mudei de escola e nos afastamos um pouco.
Mas ahá, eis que na primeira aula da oitava série a titular do blog estava sentada à direita e adiante desse que vos fala.
Daí pra frentee, tudo foi diferentee, ela aprendeu a ser gente!

Engraçadinho master, né Leonardo? ¬¬

[Eu sei que foi brega, mas não resisti].
Hoje, no terceiro ano do ensino médio, estou perdendo uma aula de geografia (sim, eu gosto.) pra falar alguma coisa de uma pessoa que compartilhou momentos importantíssimos da minha vida. E mesmo com um eventual afastamento não ficará perdida em fotos velhas, pois de muitas formas já faz parte da minha ainda curta história. Quem conhece há muito tempo sabe que atrás dessa carcaça áspera e muitas vezes grossa, existe uma menininha frágil que do seu jeito valoriza devidamente as amizades construídas.

*.* Own, também te amo leão 😀

Com o passar dos anos, nossos diálogos-discreto-implícito-pornográficos e a convivência de 28 horas/dia farão falta, seja por excesso de maturidade ou ‘distância involuntária’.

Tem razão, farão muita falta. 😀

Dentro de algum tempo ela se formará (?) e aprenderá dizer “perdão, eu estou errada”.

Formada? sim. Dizer “perdão, eu estava errada” pra você? hahaha, jamais! ; )

Depois dessa fase (ou frase), a então economista poderá administrar alguma das empresas do futuro publicitário que aqui escreve e quiçá dar um ou outro palpite sobre o mercado financeiro.
Chegando aos créditos finais, deixo claro que gosto um pouquinho de você, mas na hora da compra minha mãe aconselhou que escolhesse o hamster que vinha com gaiola, ração e não fazia tanta sujeira. [Tema de depoimento antigo.]

Hahahaha, pouquinho? você não vive sem mim.
Meeeeeeeeeeeeeeeeeew!! você lembrou desse depoimento, que fofo *.* Mazó, o bichinho mal educado que nem limpa a própria gaiola aqui é você, ok?

Genteeeee, amay! De verdade… Léo, muito orbigada, por tudo, vou sentir muito a sua falta, até porque não há nenhuma pessoa melhor pra implicar e constranger no mundo que você 😀
Mas pode deixar que sempre vou aparecer por Brasília pra fazer isso com você 😉
Melhor Amigo Ever *.*

Anúncios


2 Responses to “Vamos aos Fatos (por Leonardo) – comentado”

  1. 1 brenno

    eu tenho q escrever meu txtinho sobre vc ainda *-*

  2. 2 Gui

    Rá, eu li tudo, enfim! (y)
    Nem era tão grande…
    Mó bonita a amizade de vocês, não pode se perder com o tempo MESMO.

    Beijo flor.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: