Use e Abuse

02ago08

Vou contar uma história:

Eis que em uma bela noite você, nerdiando na internet, falando com amigos seus e afins, fala uma coisa, de brincadeira, e, por causa dessa brincadeira começa a conversar com alguém. Sabe, é uma pessoa legal, e você acaba se aproximando muito dela, amizade verdadeira.

O tempo passa, e vocês vão ficando cada vez mais íntimos, e aí você vê que aquela pessoa é triste, e percebe que tem que ajudá-la a ver o mundo com bons olhos de novo. Aí, você conversa, ajuda, explica, ensina, mostra que as coisas não são todas ruins e que as pessoas merecem um pouco de confiança. E você faz isso, porque você ama aquela pessoa, você não tem segundas intenções, só quer vê-la feliz.

Por muitas vezes você pensa em desistir, porque a pessoa não se mostra interessada no que você fala ou mostra, mas aí ela diz que está, e que precisa disso, e que não te quer longe.

Você fica um ano nessa empreitada, e depois desse tempo, você vê que começou a fazer efeito, a outra pessoa começa a sair de casa, a sorrir, se demonstra diferente. E você fica muito, muito feliz por ela.

E aí, um dia, ela te conta que tem alguém apaixonado por ela, mas que não quer tentar, porque a vida já foi injusta com ela e tem medo de se machucar de novo. Você tenta mostrar que as coisas não são sempre do mesmo jeito, e que ele pode se surpreender, claro, e que se não se dispor à ninguém, não vai amar nunca. Você vence, e ela acaba indo encontrar o alguém que estava apaixonado por ela. E tem ótimas notícias, foi um dia lindo, romântico, e etc.

E aí ela começa a namorar, fica cada vez mais distante, fria, estúpida, e mostra que você não é mais necessário. Agora ele tem alguém ali, perto, que pode te dar um romance em vez de uma amizade à distância.

Então, como você reagiria? Não faria nada? Porque, afinal, o que você queria, que era ajudar aquela pessoa, você conseguiu. E daí que perdeu um dos melhores amigos que já teve? Ele está feliz agora, e foda-se você, era só um terapeuta, ela não precisa de mais sessões.

E sabe o que é pior? Eu sei que se algum dia ela precisar de ajuda novo, você vai estar lá, pronto pra juntar os cacos.

Esse post é pra você, que não vai ler isso aqui, e nunca vai saber o que tá acontecendo. Aproveite a sua vida feliz : )

Anúncios


5 Responses to “Use e Abuse”

  1. 1 tico

    por isso que eu sempre coloquei meus amigos em primeiro lugar, pode ser o que for, primeiro meus amigos. amigos são unicos e verdadeiros.. agora uma namoradinha/namoradinho não, voce chega, briga, termina e ae? fica desamparado porque largou os amigos pra viver um mundo que não existe.

    odeio pessoas assim 🙂

  2. 2 loh :D

    paty, você é uma super amiga ta..
    mas acho que não foi bem isso que você quis abordar no post, acho que sei o que você quis dizes; te amo♥

  3. 3 Aninha

    Manda a conta da terapia… 😉

    Complicado isso… tenho uma amiga assim… qdo ela precisa, vem todo cheia de amores… depois que “resolve” os problemas, se afasta e esquece que os amigos tb servem pra alegrar ainda mais os bons tempos… A gente agüenta isso por um tempo… e depois cansa… e essa amiga só vai perceber isso o dia que ela precisar de ajuda e ver que está sozinha… é triste… mas é a realidade…

    Bjinhos…

  4. 4 gui-san

    Já te falei tudo o que penso sobre isso no msn, nem sei o que falar aqui! =x
    ;♥


  1. 1 Sobre Voltas Repentinas e mais perguntas « Glassofvodka’s Weblog

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: